fbpx

Bilhete Único de Hortolândia funcionará integrado ao metropolitano ainda neste ano

Prefeitura apresentou família de cartões à comunidade, nesta quinta-feira (21/09), em evento realizado ao lado do Terminal Metropolitano

O Bilhete Único de Hortolândia, apresentado oficialmente à população pela Prefeitura, nesta quinta-feira (21/09), funcionará integrado ao Metropolitano, ainda neste ano. A informação foi dada pelo prefeito Angelo Perugini, durante o evento de lançamento do programa, realizado ao lado do Terminal Metropolitano, no Pq. Ortolândia. Na ocasião, a Secretaria de Mobilidade Urbana divulgou também o cronograma de implantação da “família” de cartões que serão usados nos coletivos municipais. A implantação do sistema é feita em parceria com a Viação Lira, empresa concessionária do serviço no município.

“O transporte coletivo foi a primeira reivindicação do povo de Hortolândia: ter transporte com duas portas e rodovia que não matasse tanto. O foco da Prefeitura agora é reconstruir o que tem, pôr a cidade para funcionar. E um dos serviços que menos funcionam é o transporte coletivo. Talvez até por causa da própria Administração, que não oferecia condições, não tinha uma equipe preparada para isto. Agora temos uma Secretaria de Mobilidade Urbana. Com as plenárias, fizemos a população se envolver com a questão do trânsito e do transporte. Porque, para funcionar, é preciso que a população se envolva. Permitir que o idoso entre pela porta da frente faz uma grande diferença, assim como também farão todos os benefícios agregados ao uso dos cartões”, ressaltou Perugini no evento de lançamento do programa, que contou com a participação de populares e autoridades, dentre elas vereadores e secretários municipais, além de representantes da EMTU (Empresa Metropolitana de Transporte Urbanos de São Paulo) e da BYD, empresa chinesa fabricante do ônibus elétrico, em teste em Hortolândia. A Orquestra de Viola Caipira de Hortolândia e Mauri Lima, da dupla Maurício e Mauri, se apresentaram, na abertura do evento.

Além de permitir mais transparência ao sistema, segurança e cidadania aos usuários, outro benefício importante, de que fala o prefeito, é a integração entre o transporte coletivo municipal e o Metropolitano, que ocorrerá com o uso do cartão do Cidadão, a partir de dezembro. Segundo o secretário de Mobilidade Urbana, Atílio André Pereira, como o Bilhete Único tem tecnologia compatível com o sistema metropolitano, a integração com o transporte municipal poderá ocorrer onde o usuário quiser e não, obrigatoriamente, no Terminal Metropolitano. Isto significa que, ao descer do ônibus municipal, tendo pago R$ 3,50, para seguir viagem em um metropolitano, este usuário pagará apenas R$ 0,70, como complemento da tarifa, e não o valor da tarifa cheia, que hoje custa R$ 4,20. Na volta, tendo pago a tarifa cheia do metropolitano, não precisará pagar nada pelo municipal, explica Pereira.

“Isto agrega valores ao usuário do transporte coletivo que só quem tem carro tinha. Durante uma hora, ele poderá descer do ônibus para fazer pequenas compras, tomar um banho ou comer algo em casa, sem precisar pagar nova tarifa. O que pagou vale por uma hora”, acrescenta.

“A parceria da Prefeitura como a EMTU é fundamental para a integração do Bilhete Único com o Metropolitano. Estamos também muito felizes com a parceria com a Viação Lira, que tem correspondido a tudo o que temos pedido para reconstruir e recuperar o transporte coletivo na cidade”, acrescentou Perugini.

Implantação gradual

O primeiro a entrar em operação, já em outubro, é o Passe Livre Sênior, para pessoas com 60 anos ou mais. De cor amarela, o documento começa a ser entregue, a partir deste sábado (23/09), aos mais de 1.600 usuários cadastrados até agora. No mesmo mês, também será implantado o cartão do Colaborador (de cor preta), para funcionários do transporte, como os motoristas profissionais.

Em novembro, chega a vez do Bilhete Especial  (em laranja, para a pessoa com deficiência) e do Especial acompanhante (em lilás, para o responsável pela pessoa com deficiência). Em dezembro, a Prefeitura implanta o cartão Cidadão, o azul, também conhecido como comum, destinado aos usuários que não se enquadram em nenhuma categoria específica e, em janeiro de 2018, entra em operação o do Escolar (em verde para estudantes). A data de implantação do cartão branco, para uso corporativo, conhecido como Empresarial, ainda não foi divulgada.

Com a implantação do Bilhete Único, a Prefeitura espera facilitar o dia a dia das pessoas que utilizam o transporte coletivo municipal. Atualmente, 9 mil pessoas utilizam o transporte coletivo urbano. Há 18 linhas em funcionamento e 35 ônibus para atender a população. A meta da Administração é, pelo menos, dobrar o número de veículos em circulação na atual gestão.

Biometria facial e promoções

Junto com o Bilhete Único, o usuário receberá também um manual de uso, orientando sobre o que fazer em caso de extravio, perda, roubo ou furto. Em todo os cartões que oferecem gratuidade ou desconto, o usuário será identificado por foto. A medida visa evitar fraudes no sistema. Para tanto,  a partir de outubro, está prevista a utilização da biometria facial, tecnologia de reconhecimento facial que compara automaticamente o rosto cadastrado com o de quem está passando na catraca.

De acordo com Pereira, a Viação Lira investiu R$ 500 mil para implantar a biometria facial e adquirir validadores novos, que estão sendo colocados nos ônibus municipais, já com softwares compatíveis com o novo sistema. A ideia é utilizar os dados coletados para qualificar o sistema de transporte. “Assim, saberemos quantos passageiros há por viagem e não apenas por linha, se o ônibus está cheio, se a linha é eficiente. Serão ferramentas para aprimorar o sistema de transporte urbano municipal”, esclarece o secretário.

Outra novidade a caminho é a realização de promoções. Para os que usarão o Vale-Transporte, a possibilidade de ganhar uma viagem a mais, a ser usada no domingo, a cada 10 passagens compradas. Outra é o uso de cartão, mesmo sem crédito, por mais duas vezes. O pagamento do valor antecipado será descontado na próxima recarga do cartão.

“É um privilégio ver o ônibus elétrico circulando em Hortolândia, cidade que investe em tecnologia como meio de melhorar a vida dos cidadãos”, afirmou Vagner Rigon, vice-presidente da BYD no Brasil. “A implantação do Bilhete Único é uma grande iniciativa. Além dela, a empresa fará, junto com a Prefeitura, outras iniciativas para oferecer melhor serviço para vocês”, afirmou Jurandir Scavariello, diretor de operações do Grupo Belarmino, ao qual pertence a Viação Lira.

Confira a “família” do Bilhete Único de Hortolândia

1. Amarelo – Passe Livre Sênior (para usuários com 60 anos ou mais)

2. Azul – Cidadão (destinado aos usuários que não se enquadram em nenhuma categoria específica)

3. Vermelho – Vale-transporte (encomendado por empresas para seus funcionários)

4. Verde – Escolar (para estudantes)

5. Laranja – Especial  (para a pessoa com deficiência)

6. Lilás – Especial acompanhante (para o responsável pela pessoa com deficiência)

7. Preto – Colaborador (para funcionários do transporte, como os motoristas profissionais)

8. Branco – Empresarial (para uso corporativo)

Via: www2.hortolandia.sp.gov.br

Sem Comentários até o momento.

Deixe o seu comentário.