Alunos de colégio em Campinas participam da 3ª edição do Festival de Robótica Nacional

Campeonato acontece nos dias 2 e 3 de setembro no Parque Tecnológico de Sorocaba. O ingresso, 1 kg de alimento não perecível, será destinado a entidades beneficentes.

Seis alunos do Leaders School Parthenon, de Campinas, participarão do Terceiro Festival de Robótica, nos dias 2 e 3 de setembro, no Parque Tecnológico de Sorocaba (PTS). A entrada será 1 kg de alimento não perecível para doação a entidades beneficentes. A expectativa da organização é receber cerca de sete mil pessoas nos dois dias do evento, realizado pela Viamaker Education em parceria com a Agência de Desenvolvimento e Inovação de Sorocaba (Inova).

O objetivo do evento é desenvolver nas crianças o interesse pela ciência e pela tecnologia, independentemente da profissão que queiram seguir”, explica Marcos Pollo, diretor pedagógico da Viamaker. “A possibilidade de participação nesse importante festival de robótica causou grande alegria e ansiedade em nossos alunos. Além de agregar motivação e empenho nas aulas de Robótica que oferecemos no colégio, eles sentem que a criatividade tem sido valorizada e compreendem a importância da colaboração para a construção do conhecimento”, diz Vânia Trindade Silva, diretora do Leaders School Parthenon.

O Colégio Leaders School Parthenon incorpora a disciplina de Robótica ao seu currículo formal desde 2014, na educação infantil e no ensino fundamental. A escola acredita que as aulas de robótica trazem um aprendizado rico e significativo para as crianças, as quais desenvolvem sua criatividade, espírito de equipe, raciocínio lógico, dentre outras habilidades fundamentais para o aluno do século XXI.

Entre as atrações do festival estão a exposição e a apresentação de projetos, oficinas de robótica e a presença da mascote Astromaker, que interage com os visitantes. Mais de 50 instituições de ensino, entre públicas e privadas, inscreveram seus times e levarão seus projetos ao Parque Tecnológico.

A novidade deste ano será a possibilidade de participação dos estudantes do Ensino Fundamental I – crianças de 7 a 10 anos – nos desafios robóticos na mesa de missões e não apenas da mostra, com exposição de trabalhos e projetos de pesquisa, como nos anos anteriores.

“Além da apresentação de trabalhos e de projetos de pesquisa, os alunos do Fundamental I estarão envolvidos de forma muito semelhante aos alunos maiores, mas ainda não competindo, efetivamente. A inclusão do desafio na mesa de missões para eles foi possível graças ao lançamento mundial da Lego Education em 2016 – o kit de robótica WeDo 2.0. Essa ferramenta já utiliza sensores, motores e programação lógica, possibilitando que as construções desenvolvam alguma função sem a intervenção ou manipulação dos alunos, da mesma forma que os alunos maiores fazem com o kit Lego Mindstorms Education EV3”, destaca Daniel Lorenti, diretor da empresa.

Programação
No sábado, dia 2, haverá o Festival de Robótica Jr., das 9h às 16h30, para alunos de sete a dez anos. No domingo, dia 3, das 8h às 17h, acontecerá a competição com participantes mais experientes. Serão dois dias nos quais os alunos poderão compartilhar ideias e superar desafios surpresas em um ambiente motivador e com muita diversão. O público em geral poderá conhecer diversos projetos de pesquisa desenvolvidos por alunos a partir dos sete anos de idade, engajados em encontrar a solução para um problema do mundo real.

No sábado, o público pode esperar um evento inovador e encantador. “Ver alunos de sete a dez anos inseridos em um mundo de educação tecnológica e robótica educacional é, sem dúvida, uma satisfação muito grande. Este trabalho promove o desenvolvimento de diversas habilidades e competências para a vida, como atitude, trabalho em equipe, espírito de liderança e administração de tempo, além do estímulo à criatividade e ao empreendedorismo”, acrescenta Marcos Pollo.

No domingo, o espírito de competição ficará ainda mais aflorado, porém, de forma amigável e cooperativa. “Os torneios são, acima de tudo, educacionais, ou seja, premiam atitudes de cooperação, alunos solícitos, animação, entre outros aspectos. A competição em si exige bastante dos alunos, pois eles trabalham com muita estratégia, programação, uso de vários sensores e muita criatividade nas construções”, conta.

Sobre o Colégio Parthenon
O Colégio Parthenon Campinas está situado na rodovia Heitor Penteado, 2001/2051, na entrada do distrito de Sousas, e atende alunos do Berçário ao Fundamental. O programa educacional adotado é baseado no conceito Leaders School que objetiva despertar nos alunos habilidades e competências diferenciadas para a construção do “eu” e a sua relação sadia com o “outro” e com o mundo.

Desta forma, o programa vai além dos horizontes limitados dos currículos convencionais, dos livros didáticos e das provas padronizadas. Para ser referência em educação, o Colégio estimula as capacidades e habilidades de cada um dos educandos para que se tornem pessoas éticas, responsáveis, autônomas, solidárias, críticas, criativas e, assim, possam influenciar positivamente o mundo para que ambos, em sua inter-relação, se tornem cada vez melhores.

O foco é na formação integral do Ser. Além disso, as atividades multidisciplinares permitem que os alunos ampliem seus conhecimentos e desenvolvam habilidades e características essenciais ao ser humano.

As aulas – como Robótica (em parceria com a Lego Education), Inglês (com carga horária especial e material Cambridge), Espanhol, Filosofia, Música, Artes, Capoeira, Ballet, Culinária, além dos projetos como “alimentação saudável”, “horta”, “sustentabilidade”, “incentivo à Leitura”, “conhecimentos em cultura local e mundial”, “educação financeira”, “cultura da paz” e “prática de meditação escolar” – permitem maior abrangência de conteúdos, desenvolvimento de habilidades e competências inerentes ao cidadão do século XXI.

Veja Também

Sem Comentários até o momento.

Deixe o seu comentário.