MINHA PRESSÃO ESTÁ CONTROLADA, POSSO PARAR DE TOMAR REMÉDIO?

Os medicamentos contra hipertensão têm mecanismos diferentes de atuação. “Alguns atuam na eliminação do sódio do organismo pela urina, já que o acúmulo favorece o aumento da pressão arterial. Existe também a classe dos vasodilatadores, que agem no relaxamento e elasticidade das artérias”, explica Daniel Magnoni, cardiologista e nutrólogo do Hcor (Hospital do Coração).

Mas mesmo com o sucesso do tratamento, uma dúvida é recorrente para os hipertensos: “se minha pressão estabilizou, por que tenho que continuar a tomar medicamento?”

O paciente nunca deve parar de tomar os medicamentos por conta própria, pois a pressão ficou controlada justamente pelo efeito do remédio. “Se deixa de tomar, o indivíduo pode ter crises hipertensivas, além de o risco muito grande de acidente vascular cerebral (AVC). Por isso, é importante ressaltar que esse tipo de remédio é de uso contínuo”.

O controle é importante porque quando a pressão aumenta, o músculo cardíaco e as artérias acabam sobrecarregados, o que com o passar do tempo pode levar a lesões permanentes e aumentar o risco de infarto.

Como sempre, a recomendação é que não se deposite toda a responsabilidade nos remédios. É fundamental que o indivíduo mantenha a pressão arterial controlada por meio de exercícios físicos diários e também pela alimentação equilibrada, com consumo de pouca gordura e sal.

Fonte: coracaoalerta.com.br

Veja Também

Sem Comentários até o momento.

Deixe o seu comentário.